sexta-feira, 11 de junho de 2010

MundiAlices (no país das maravilhas, Portugal)

Esqueçam o título, apenas um trocadilho de palavras que comprei noutro dia nos chineses.

O Mundial de Futebol 2010 já começou. O jogo inicial entre sul-africanos e mexicanos ficou empatado a uma bola e não percebo porquê visto que os anfitriões detêm uma perna extra no meio das duas habituais, ao contrário de todos os outros jogadores exceptuando os da Nigéria, Camarões, Gana e Costa do Marfim. Talvez por não usarem essa arma secreta que, muito provavelmente, deixaria marcas irreparáveis nos jogadores mexicanos, a África do Sul não conseguiu a vitória. É pena. Devem usar no próximo jogo frente ao Uruguai e eu vou estar lá para ver.
Ninguém se cala com as vuvuzelas. Ou melhor, as vuvuzelas é que não se calam. Melhor ainda, quem as tem é que não entende que aquilo irrita! Aquelas que para o André Pinto são “uma senhora idosa já avó e que seja de Vizela” para mim são um objecto querido e útil, na verdade. Parecendo que não, aquilo dá um jeito do caraças para coçar as costas, naquelas partes onde não chegamos. O pior é quando, por nos estar a saber tão bem, descemos e coçamos também o nalguedo e, incrivelmente, sem que nada o fizesse prever, a vuvuzela fica mais pequena! E, má frênds, temos de admitir; Só as crianças andam com aquilo, feitos aborígenes oriundos da Suazilândia. O mais macabro no meio disto tudo é que, quando vejo miúdos a tocar com aquilo (expressão dúbia) estão, grande parte das vezes, sozinhos ou com amigos da mesma idade. Deduzo então que os pais, depois de comprarem a gaita aos meninos (eles para tocar, elas para enf… EI NÃO, SÃO CRIANÇAS PORRA! Desculpem a má tirada mas por falar em enfiar…) os pais enfiam-se em bunkers alemães do tempo da 2ª Guerra Mundial (que já vêm incluídos na compra da vuvuzela) simplesmente para não ouvir aquela chiadeira!

Abreijos!

1 Comentários:

Às 18 de junho de 2010 às 21:49 , Anonymous J. Miranda disse...

Há quem faça outro uso das vuvuzelas. :O

Mais uma vez estás de parabéns. =)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial