terça-feira, 8 de junho de 2010

Carta ao Pai Natal

Eu não tenho uma memória muito boa, mas daquilo que me consigo lembrar da minha infância, posso afirmar que foi bem vivida e aprendi bastante. Só que desde pequenino que houve uma coisa que me marcou, a escrita da carta ao Pai Natal.
Facto irrefutável descoberto em tenra idade: o Pai Natal é uma adaptação foleira ao mercado internacional do pobre do Santo Nicolau que nasceu em 350 d.C. e elaborada pelas mentes diabólicas da marca Coca-Cola. É um velho com evidentes problemas de artrose, algum reumatismo, obesidade mórbida, um caso complicado de diabetes misturado cataratas e possivelmente alguns indícios de Parkinson e Alzheimer. E de modo a melhorar a imagem do dito icone criado pela marca de refrigerantes, um caso passivo de investigação judicial por maus-tratos de animais, molestação de menores (e não me venham com tretas a dizer que aquilo são anões porque eu reconheço trabalho infantil à distância e algo sugere-me que o pagamento dessas crianças não é feito pelo modo convencional da transação monetária entre patrão/funcionário), invasão do espaço aéreo de vários países, invasão de propriedade privada, manutenção de uma fábrica ilegal de brinquedos e outros presentes no meio do nada mais um contributo inegável para o aumento da poluição no planeta.
Então, se eu sei e muito provavelmente os outros adultos bem formados sabem isto, porque não se educam os miúdos neste sentido, que escrever para o tal senhor de barbas branquinhas é claramente um erro e desperdício de papel? Eu não sei, mas no espirito da coisa e visto que até já estamos em Junho, vou fazer um pequeno rascunho de uma possível carta para esse senhor. Tenho tempo a desperdiçar!

"Querido e bonito Pai Natal,

Eu quero que morras longe por teres sido motivo de alguns castigos na minha infância pela altura natalícia porque eu embirrava com os meus pais por tu (sim, tu seu filho duma égua parideira de estafermos) não trazeres tudo o que eu pedia. Sem mais delongas, desaparece do mapa!"

Etiquetas:

2 Comentários:

Às 8 de junho de 2010 às 22:49 , Anonymous A Suspeita do Costume disse...

É por isto que se diz...

"É de pequenino que se torce o pepino!"

Esqueceste-te do problema de gases do Pai Natal, por beber tanta Coca-Cola a toda a hora!

ASDC.

 
Às 9 de junho de 2010 às 00:38 , Blogger David Salvador disse...

Estás em grande André continua assim!
Abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial