sábado, 3 de julho de 2010

Ser “Happy” hoje em dia

Se és mulher ou és sensível (gay, por assim dizer) não leias este texto por favor.

Desde já informo que este não vai ser um texto com um grande conteúdo humorístico (até parece que os outros foram…) mas sim de gozação ao sexo feminino, o segundo maior na Terra.

Estou a brincar.

Toda a gente sabe que é o terceiro, depois dos hermafroditas.

Bom, estou aqui ontem (desculpem hoje, a minha noção de tempo anda avariada) para falar especificamente da revista “Happy”. Ah e tal é uma revista actual, voltada para as mulheres modernas, a que vulgarmente chamo sluts. Eu não estou aqui a maltratar as mulheres vanguardistas nem as suas revistas de eleição (naaa que ideia leviana!). Os homens também têm aquelas revistas másculas com aquelas sluts nuas que ganham ribeiros de dinheiro (não chegam a ser rios) mas enquanto as masculinas servem para nos rirmos um bocado e deliciarmos as vistas, as femininas (n.d.r.: “Happy”!) promovem a traição, os casos com duração de uma semana com vários homens ao mesmo tempo e apenas são veneradas as mulheres que assim sejam, as outras são os “escroques” da sociedade. Neste momento as mulheres estão a ler isto (principalmente as que lêem a “Happy”) e estão a pensar a melhor forma de me aniquilarem o mais rapidamente possível porque não concordam com isto. Pois bem, minhas senhoras acalmem-se. A verdade, é que vocês dizem que a velha representação do “Príncipe no cavalo branco” nunca vos apareceu e que nunca vos deviam ter feito acreditar nessa “irrealidade”. Sim, também concordo, até porque se contam pelos dedos os príncipes que há no mundo e que utilizem cavalo branco como transporte. Já a nós, contaram-nos a historiazinha da mulher fiel e delicada e hoje em dia, essas também são uma raridade, precisamente porque a sociedade e revistas como a “Happy” não as aceitam! Depois é o culto da transformação do corpo. Para não me alongar muito mais sobre isto, hoje em dia muitas mulheres são feitas de plástico. Ponto. E para comer plástico, então prefiro ir ao Mc Donalds!


(acabei de sentenciar “o meu falecimento” com a minha namorada. Quando quiser festa, lá vou eu comprar um cheese e calar-me!)

3 Comentários:

Às 5 de julho de 2010 às 16:35 , Anonymous Catarina Martins disse...

Olá querido x)

Vamos pôr os pontinhos nos i's (:

Ponto 1:
Porque é que Deus criou primeiro o homem e depois a mulher? Talvez porque qualquer artista, antes de fazer a obra-prima, faz primeiro um esboço!

Ponto 2:
Concordo ctg, as 'sluts' deviam ser banidas do mundo e como é óbvio as vossas revistas que, na REALIDADE, são de conteúdo exclusivamente porno! Não é que eu ache que os homens TAMBÉM SE DEVIAM CONTENTAR COM UMA SÓ MULHER, naaaaaa! É simplesmente porque eliminando as 'sluts' qem se "vestiria" assim pras revistas masculinas? outros homens?
bem hoje em dia isso é uma possibilidade.. até bem credível, diga-se! ,)

Ponto 3:
Nem pelo dinheiro compensa ser 'slut' pq, mais uma vez, OS HOMENS, tendo de baixo de "olho" (ahaha) mais do que uma 'slut' têm de gerir MT BEM o €.. não vá a mulher desconfiar tb!! e como companheiros que são em vez de darem lucro às editoras e por ai fora (disso tb entendes eu sei) para as 'sluts' serem bem pagas naaao! limitam-se a trocar entre si as revistas qe vá se la saber por onde já passaram...

Ponto 4:
perdoa-me a ignorância.. ris-te com por*? :s a que propósito? consolar as vistas não é traição? naah isso é só com o corpo presente né? .D

Ponto 5:
About the prince.. "i blame disney for my high expectations of men". Já deu pa entender que não tem nada a ver com o cavalo que é bem mais prestável qe o homem. Ele trabalha se for preciso, aguenta connosco e mais umas quantas em cima dele, leva-nos a passar e NÃO BEBE CERVEJA! xD

Ponto 6:
Como queres uma "Branca de Neve", sem um príncipe no cavalo branco???? :O
ahahah

Ponto 7:
Até aqui os homens compravam bonecas insufláveis, ag têm-nas com movimentos incorporados e sem gastar € e ainda se queixam!! oO' .. Ai a minha mulher tem as mamas descaídas uuui nem me fales a minha tem silicone! o que é que vocês querem mesmo com essa barba por todo o lado, os maus hábitos alimentares (e não só yaki xD) e a coisa inclinada pro lado que é mais vezes puxada?? ahhhn? :P Nobody is 100% perfect!

E por fim, só pelo comentário, já te apercebeste que acertaste em cheio na última frase :D

still love u

 
Às 9 de julho de 2010 às 15:09 , Anonymous S.Tavares disse...

Concordo plenamente com a crítica ao conteúdo da revista... Aliás, foi por isso que a deixei de comprar. Era mais artigos sobre sexo, traição e sei lá mais o que do que outra coisa qualquer... Sinceramente não entendo o porquê de uma revista que supostamente tem tanta fama querer falar todos os meses dos mesmo temas... Chegou a um ponto que me fartei. Tudo bem que a traição e mais isto e aquilo são temas actuais e infelizmente muito recorrentes... Mas há limites! Quem nunca o fez que a atire a primeira pedra... Mas incentivar á traição é absurdo. Todos nós sabemos que há aquela adrenalina toda e é isso que nos faz querer pular a cerca... O medo de ser descoberto, o medo de alguém contar ao namorado/a e tal, a excitação do momento, etc...
Relativamente ao outro tema das mulheres quererem ser todas umas 'Barbies', também acho ridículo. Uma coisa é cuidar do corpo e da saúde pessoal para não cair em exageros como a obesidade e outros problemas adjacentes. Outra coisa é incentivar a todo e qualquer tipo de tratamentos e operações (a maioria ineficazes)para nos tornarmos, supostamente, em belas mulheres, aquelas que os homens querem e pelas quais se sentem atraidos... Pois é, eu não sei se são eles que se conformam com o que há mas a verdade é que a maioria dos rapazes que conheço namoram com raparigas bem normaizinhas... Sejamos francas, todas nós temos celulite ou estrias, todas nós não achamos piada ou ás coxas, ou ao rabo ou ao peito. Todas nós gostavamos de ter isto ou aquilo maior ou mais pequeno... Mas se fossemos todas iguais, onde estava a piada? O que iriamos criticar, invejar ou simplesmente desejar? Costuma-se dizer que são os homens que fazem com que as mulheres queiram fazer todo o tipo de tratamentos e operações para ficarem como as que eles olham e babam (nas revistas, internet, etc... Viva o photoshop!). Mas cada vez acredito mais que nós é que somos as culpadas. De qualquer modo, acho muito bem que as mulheres se queiram cuidar (dentro dos limites, claro) :)

Beijinhos*

 
Às 15 de julho de 2010 às 17:13 , Anonymous Magda Santos disse...

Ola!
Queria também deixar a minha opinião. =)

Eu costumava comprar HAPPY, naquela altura em que essa revista ainda era interessante e cheia de coisas futeis =) , como onde comprar determinada peça de roupa e qual a maquilhagem ideal para sair à noite. Contudo, como tu referes, a revista tornou-se num manual de más maneiras numa relação...
Fartei-me de ler onde podia encontrar os melhores acompanhantes de luxo (homens ou mulheres) para passar uma noite inesquecivel, como fazer para me meter com o melhor amigo do meu namorado sem ser descoberta, entre muitas outras coisas descabidas. O ser humano já trai por natureza e não precisa de revistas que o ensinem a ser pior.
Mas mais caricato disto tudo é que as revistas masculinas, pelo contrário, não incentivam o homem à traição... O homem, tão apontado como sendo o que mais trai... (tenho algumas dubidas hoje em dia).
Já li muitas vezes a MAXMEN e a FHM e devo dizer que são deveras interessantes. Muito mais que a HAPPY. Ao menos essas revistas contêm anedotas, passatempos interessantes e reportagens. Além disso essas revistas não usam as imagens das mulheres como forma de pornografia. Mas como uma forma de arte e de expressão. É muito mais bonito - e diferente - ver estas mulheres em lingerie do que as ver nuas...E elas não são sluts só pq se despem: o hábito (ou a falta dele) não faz o monge.

=)

Bju*

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial